O bilhete único é uma das principais ferramentas utilizadas pelos usuários do transporte público para economizar com as tarifas. Com ele, é possível fazer até quatro viagens em diferentes meios de transporte pagando apenas uma tarifa. Em 2019, uma nova regra para o uso do bilhete único foi anunciada, o que trará mudanças significativas para os usuários.

Antes de apresentarmos as novidades, é importante ressaltar que o bilhete único é um benefício social concedido pela prefeitura das cidades, que têm como objetivo facilitar o acesso ao transporte público para as pessoas que têm menos recursos financeiros. Por isso, o uso do bilhete único tem uma série de regras e restrições que devem ser seguidas pelos usuários.

A grande novidade do bilhete único em 2019 é que as tarifas serão reajustadas e será criado um novo sistema de integração. Até então, o usuário podia fazer quatro viagens em diferentes meios de transporte pagando apenas uma tarifa. Com a nova regra, as viagens terão um prazo máximo de 3 horas, o que significa que, se o usuário passar este tempo entre uma viagem e outra, terá que pagar outra tarifa. Além disso, o reajuste das tarifas será de 7,5% em média.

Outra mudança importante do bilhete único é o novo sistema de integração. Antes, o usuário poderia fazer até quatro viagens em diferentes meios de transporte pagando apenas uma tarifa. Com a nova regra, o usuário poderá fazer até duas viagens em um intervalo máximo de 3 horas pagando apenas uma tarifa. Isso significa que, se o usuário fizer uma terceira viagem no prazo de 3 horas, terá que pagar outra tarifa.

Outra novidade positiva é que será criado um novo benefício social para as pessoas com menos recursos financeiros. O usuário que tiver uma renda de até 3 salários mínimos poderá pagar tarifas reduzidas no transporte público. Para isso, será necessário fazer um cadastro no site da prefeitura e apresentar os documentos comprobatórios. O benefício será válido para todos os tipos de transporte público, incluindo ônibus, metrô e trem.

Por fim, é importante destacar que o bilhete único é uma ferramenta importante para a economia de quem utiliza o transporte público. Por isso, é importante estar atento às mudanças que serão realizadas em 2019 e seguir as regras e restrições impostas pela prefeitura. Além disso, é fundamental que os usuários que têm direito ao benefício social se cadastrem e passem a usufruir do desconto nas tarifas.